quinta-feira, 28 de abril de 2011

O sumiço do gato


Estava eu assistindo Tv, logo que cheguei da academia (estou em uma vidinha saudável ultimamente) e como só ligo esse aparelho para ver programas jornalísticos, dessa vez não foi diferente, assistia ao Bom Dia Brasil, da TV Globo. Aprecio a linguagem espontânea do telejornal, a informalidade nos comentários dos apresentadores, a proximidade com o cotidiano dos telespectadores.

Entre este e aquele assunto, entre a atualização do que acontece no mundo e ao meu redor, entra uma matéria com simplesmente, nada menos nada mais do que o renomado e respeitado jornalista Alexandre Garcia. Vocês devem pensar de imediato em reportagens sobre o cenário político de Brasília, na conjuntura social do país, enfim assuntos de um relevante interesse para a vida de um cidadão. Mas qual não foi a minha perplexidade diante da aberração de noticiar em um dos telejornais de maior audiência do Brasil, o sumiço de um gato do bagageiro de um avião em Brasília.


No papel de jornalista, me questiono sobre o caminho dessa notícia, porque para que a vejamos na tela ela passou por um processo de elaboração. E aí mora a grande pergunta: Qual o critério de seleção desse absurdo? Teóricos da comunicação apontam, de modo geral, que na escolha das notícias os seguintes critérios devem nortear sua divulgação, vejamos: proximidade, impacto, proeminência, consequências, interesse humano, utilidade, política editorial do veiculo de comunicação, repercussão, etc. Embora existam outros crivos de seleção, nenhum deles em minha visão justifica utilizar um espaço disputadíssimo como esse para veicular algo tão frugal.

Como telespectadora e cidadã senti-me lesada, afinal isso não irá de forma alguma acrescentar, modificar, impactar, enfim alterar minha rotina. Tenho plena ciência do sentimento de desconsolo do dano do precioso gatinho, mas faça-me um favor, vá procurar seu gato pra lá e poupe o meu precioso tempo. Confesso sentir raiva por ter gastado mais tempo comentando o sumiço deste gato, todavia era preciso desabafar.

2 comentários:

  1. Gostei do post do gato, a ideia do blog é inovadora , Literatura e mídia são perigosas e gostosas linguagens... Sugiro que coloque uma barra que permita aos leitores publicar nos seus blogs, orkut, facebook, twitter... enfim isso ajuda a divulgar seu trabalho e dá evidência a sua pesquisa... Abraço e Boa sorte!!

    ResponderExcluir
  2. pobre do gato, a atenção pra ele é tão ofensivo assim? agora veja se meu mascote q amo muito desaparece do bagageiro de um avião puta eu vou protestar e muito, pq ao contrario das bagagens um bichinho não pode ser substituído

    ResponderExcluir